Apresentação - ENTRE OS MOLOSSI E O VINHO

7 de dezembro de 2020

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Entre os Molossi e o Vinho” é uma viagem no tempo, partindo na Grécia Antiga, seus mitos, os espólios da Guerra de Tróia, a Odisséia de Homero e seus personagens que se entrelaçam com um povo da Grécia, no ÉPIRO. Aqui os Molossi estão unidos com a família real de Neoptolemo, com Andrômaca, viúva de Heitor, raptada e trazida para a região. Seu filho, chamado Molosso é o início do gentílico. O vinho é levado à Grécia pelos fenícios e ali é domesticado nos moldes atuais. Famílias italianas, uva e vinho: três elementos que têm total relação com a história e a cultura do sul do Brasil, mote que o autor pesquisou e pretende divulgar para um grande público do Paraná e restante do Brasil.

 

O autor LUIS MOLOSSI, ítalo-brasileiro, casado, dois filhos, advogado, é natural de Nova Bassano-RS, residente em Curitiba-PR., desde 1981, de famílias originárias do Norte da Itália e formado em Direito na PUC-PR-1988. Desde 2000, dedica-se ao universo dos ítalo-brasileiros e à escrita bilingue em português/italiano. Lecionou Italiano por 5 anos no CCI-PR/SC (www.culturaitaliana.com.br), onde também cursou o idioma. É titular do escritório jurídico Assessore, em Curitiba; membro eleito do Comitato Degli Italiani All’Estero PR/SC, desde 2005 e reeleito até 2021. Coordenou a Exposição Mia Cara Curitiba/2011/12; fundador do Movimento Associativo Italiani All’Estero e primeiro suplente de Deputado no Parlamento Italiano com 13.276 votos/2018; Consultor Vêneto da Federação Vêneta do PR, nomeado desde 2009 e até 2025.

 

No campo literário, desde julho de 2008, escreve artigos mensais sobre Arte e Cultura ítalo-brasileira para a Revista Insieme –www.insieme.com.br- periódico bilingue destinado ao público ítalo-brasileiro. A partir de 10/2015, escreve sobre Filosofia e Política, propondo soluções para problemas da Comunidade Italiana no PR/SC, atividade continuada, através de mídias sociais, onde busca aguçar a comunicação com a mesma comunidade. Durante a Pandemia, participou de diversas LIVES debatendo sobre relações da italianidade e a cultura do vinho.

 

As pesquisas sobre história e vinicultura resultaram no primeiro trabalho em livro do autor, que analisa práticas culturais dos descendentes italianos da Região Sul do Brasil. O enfoque é abordar tais práticas no passado e na atualidade. Estas podem ser indicativos da manutenção da identidade e pertencimento, pois estão ligadas às condições de trabalho no campo, semelhante aos antepassados no Norte da Itália, e são elementos de conexão entre terra e família. Os traços culturais que continuam presentes no cotidiano são vários: na alimentação, no lazer, nas celebrações festivas e religiosas. Inicialmente, contemplam-se referências bibliográficas de autores que estudam história antiga e, principalmente, aportes sobre imigração italiana no Sul do Brasil, do século XIX e XX. E ainda, estudos sobre cultura, ambiente, espaço e território relacionado à colonização italiana.  Em suas pesquisas, que duram décadas, o autor visitou inúmeras vezes a Itália, a Grécia e todo o Sul do Brasil, mantendo contatos com pessoas e comunidades italianas e reunindo centenas de documentos, livros, fotografias e relatos de pessoas que conheceram e viveram estas experiências, agora contadas no livro.

 

 

 

Enviando formulário…

O servidor encontrou um erro.

Formulário recebido.

Deixe sua opinião